DESEMPENHO DE UM SISTEMA FOTOVOLTAICO EM DEZ CIDADES BRASILEIRAS COM DIFERENTES ORIENTAÇÕES DO PAINEL

Autores

  • Fabiano Perin Gasparin Universidade Estadual do Rio Grande do Sul
  • Arno Krenzinger Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Palavras-chave:

Energia Solar, Sistema fotovoltaico, Ângulo de orientação.

Resumo

Os sistemas fotovoltaicos conectados à rede são uma opção cada vez mais viável para produção de eletricidade no Brasil. Por ser uma fonte intermitente de energia dependente de diversas variáveis, a análise e dimensionamento destes sistemas é primariamente realizada com programas de simulação. Uma análise simplificada do sistema baseada somente em médias de irradiação mensal, por exemplo, não permite o estudo do impacto do ângulo de inclinação e orientação do arranjo fotovoltaico na produção anual de eletricidadecom o nível de detalhamento necessário. No estudo realizado neste trabalho foi utilizadaa ferramenta SAM (System AdvisorModel) para a simulação de um sistema fotovoltaico residencial típico de 1500 Wp em dez cidades brasileiras, compreendendo as inclinações do painel fotovoltaico entre 0 e 90° e ângulo de azimute compreendendo todas as direções. Os resultados indicam que há uma faixa relativamente ampla de inclinações e orientações do arranjo fotovoltaico em que a produção anual de eletricidade difere de apenas 1 % de um sistema de referência, isto é, com a orientação considerada ideal, onde a inclinação do arranjo fotovoltaico é igual à latitude local e orientado para o norte geográfico. Além destes resultados, esta metodologia permite verificar se é preferível utilizar uma orientação a leste ou oeste frente a alguma restrição de instalação e estimar a perda anual de energia gerada comparada à situação de referência.Foram utilizados dados de um arquivo climático horário para cada cidade, no formato de ano meteorológico típico. Para uma análise segura, a simulação do desempenho deveser realizada para cada local de interesse no momento do projeto. Este fato reforça a necessidade da produção de arquivos climáticos confiáveispara um maior número de cidades brasileiras e que só podem ser obtidos com medidasa partir de estações solarimétricas de qualidade ao longo de vários anos, realidade que precisa ser aperfeiçoada no Brasil.

Downloads

Publicado

2017-11-22

Edição

Seção

Artigos