ANÁLISE DE VIABILIDADE TÉCNICA, ECONÔMICA E AMBIENTAL DA IMPLANTAÇÃO DE SISTEMAS FOTOVOLTAICOS EM PRÉDIOS PÚBLICOS DE SOBRAL-CE

Autores

  • Cleiton Galvão de Mesquita Furtado Universidade Estadual Vale do Acaraú, Curso de Engenharia Civil
  • Audelis de Oliveira Marcelo Júnior Universidade Estadual Vale do Acaraú, Curso de Engenharia Civil
  • Teomar Filho de Brito Ramos Universidade Estadual Vale do Acaraú, Curso de Engenharia Civil
  • Enio Pontes de Deus Universidade Federal do Ceará, Departamento de Engenharia Metalúrgica e de Materiais

Resumo

Embora se trate de uma fonte promissora que tem crescido no mundo inteiro, o uso da tecnologia fotovoltaica no abastecimento energético de prédios públicos brasileiros ainda está muito aquém do potencial de geração existente no país. Assim, o objetivo geral deste trabalho é analisar a viabilidade técnica, econômica e ambiental da implantação de sistemas de energia solar fotovoltaica para abastecimento do consumo energético de prédios públicos de Sobral, no Ceará. Para isso, foi realizada uma revisão bibliográfica sobre o funcionamento e dimensionamento de sistemas fotovoltaicos; em seguida, a partir dos dados referentes ao consumo mensal médio dos prédios, foram simulados quatro sistemas fotovoltaicos com distintas faixas de potência. Por meio de pesquisa de mercado, foram estimados os preços médios dos componentes dos sistemas, gerando orçamentos preliminares para cada sistema proposto. Foi possível constatar que a implantação dessa tecnologia é vantajosa, proporcionando grandes economias mensais à administração municipal. Os sistemas do Grupo B apresentaram payback de aproximadamente 4 anos e Taxa Interna de Retorno (TIR) média de 28%. Já os sistemas do Grupo A, apresentaram payback de 7 anos e TIR média de 14%. Ademais, enquanto os sistemas do Grupo A só conseguirão abater cerca de 50% do valor da fatura energética em reais, os sistemas do Grupo B conseguirão abater mais de 95%. Com isso, conclui-se que, de modo geral, o investimento em sistemas do Grupo B é mais vantajoso que em sistemas do Grupo A. Além da redução de custos, o uso da energia solar fotovoltaica em prédios públicos de Sobral permitirá uma considerável diminuição das emissões de dióxido de carbono, podendo tornar a iniciativa uma referência para os demais municípios do Brasil.

Downloads

Publicado

2021-11-08