Influência da varredura de tensão na medida da curva característica de módulos fotovoltaicos de silício amorfo

Autores

  • Fabiano Perin Gasparin
  • Arno Krenzinger

Palavras-chave:

Energia solar, Curva I-V, Módulo fotovoltaico, Simulador solar pulsado.

Resumo

A determinação das características elétricas de módulos fotovoltaicos passa obrigatoriamente pela medida da curva característica I-V (corrente versus tensão). Embora o procedimento de ensaio esteja bem estabelecido nas normas técnicas brasileiras e internacionais, efeitos transientes que ocorrem nas medidas podem afetar o resultado final, tendo em vista a curta duração do flash dos simuladores solares pulsados. O efeito da rapidez e da direção da
varredura da tensão de polarização influencia a forma da curva característica, podendo levar a imprecisões maiores que 5 % na determinação dos parâmetros elétricos. Neste trabalho foram realizadas diversas medidas em um módulo de silício amorfo de tripla junção variando-se a duração e a direção da varredura, isto é, do curto-circuito (I sc ) para a tensão de circuito aberto (V oc ) e vice versa. As medidas foram tomadas com duração da rampa de varredura entre 1,4 e
40 ms, e comparadas com uma medida considerada estacionária, com duração de 50 ms. Os resultados mostram diferenças de até 3% entre os parâmetros de potência máxima medidos com tempo de 50 ms e aqueles onde manifestam-se efeitos transientes na medida. Com uma rampa ascendente, isto é, de I sc para V oc, e de duração menor que 50 ms, o ponto de máxima potência é subavaliado, e com uma rampa descendente (V oc para I sc ), o valor é superestimado. Para medidas de módulos de silício amorfo com tempos de varredura inferiores a 50 ms deve-se tomar precauções ou fazer correções nas medidas realizadas.

Downloads

Publicado

2016-11-30

Edição

Seção

Artigos