Sistemas individuais de geração com fontes intermitentes (sigfi) dos tipos solar fotovoltaico e eólico: análise de viabilidade técnico-econômica considerando a resolução ANEEL No 83/2004

Autores

  • Luis Carlos Macedo Blasques
  • Thiago Silva de Azevedo
  • João Tavares Pinho

Palavras-chave:

Energia Solar, Energia Eólica, SIGFI, Região Amazônica.

Resumo

Este trabalho apresenta um estudo da viabilidade técnica e econômica para a implantação de sistemas individuais de geração de energia com fontes intermitentes (SIGFI) que utilizam as fontes solar e eólica em três localidades da região amazônica. Os sistemas simulados estão de acordo com o estabelecido pela Resolução ANEEL n. 83/2004. Os resultados apresentados são obtidos com o auxílio do programa PAGES (Programa para Análise da Geração Eólica e Solar), desenvolvido pelos autores. O programa utiliza modelos matemáticos para avaliação dos
recursos solar e eólico que associam os parâmetros dos equipamentos de geração (parâmetros dos módulos fotovoltaicos e curva característica dos aerogeradores) com os dados meteorológicos de interesse (radiação solar, temperatura e velocidade de vento). Esses dados, juntamente com as características dos equipamentos, são suficientes para se estimar a produção de eletricidade e o fator de capacidade para cada sistema nas diferentes localidades. Com base no desempenho técnico e na avaliação econômica, é possível avaliar qual sistema (eólico, fotovoltaico, ou híbrido) é o mais apropriado para cada localidade. Os resultados indicam que, apesar dos SIGFI nstalados no Brasil serem em sua ampla maioria puramente fotovoltaicos, a opção eólica se mostra viável em muitas situações, e a opção híbrida, apesar de apresentar um leve aumento no seu custo de implantação, pode ser uma interessante opção para garantir maior confiabilidade ao sistema.

Downloads

Publicado

2016-11-30

Edição

Seção

Artigos